Total de visualizações de página

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Edgewood - Ship of labor (1972)

Volta e meia  nos deparamos com aquele tipo de álbum que assim que ouvimos a primeira faixa já consegue nos fisgar logo de cara; Foi justamente o que aconteceu com esses americanos de Memphis - Tenesse. Edgewood nos brinda com um hard/progressivo à la Uriah Heep e Fantasy, onde as melodias e os arranjos são belíssimos tanto de teclados como vocais, que diga - se de passagem são perfeitos em termos de técnica e afinação. Apesar de terem lançado somente esse registro, como muitas outras bandas obscuras no estilo, marcou presença com mais essa pérola aqui no blog em alto estilo; confiram!





Formação:


David Mayo - Vocal/guitarra/teclados;
David Beaver - Vocal/ teclados;
Jim Tarbutton - Guitarra principal;
Pat Taylor - Vocal/ guitarra;
Steve Spear - Baixo;
Joel Williams - Bateria;





                                                                              download 


segunda-feira, 24 de abril de 2017

Relayer - The relayer album (1979)

Inicialmente ao ouvirmos  uma banda com o nome de  Relayer podemos ter a idéia inicial de que  a mesma tem um estilo de prog sinfônico do tipo ''clones de Yes'' , algo como por exemplo que fazem bandas como Starcastle, Banzai ou Glasshammer, por conta evidentemente de ser o título de um dos álbuns clássicos do Yes ; Mas é justamemente aí que a banda surpreende, pois o ela que tem de menos são  justamente os da referida banda. Relayer é um misto da sonoridade dos trabalhos solo de Rick Wakeman  , Emerson Lake and Palmer  e em certas faixas um classic rock bem na linha do Captain Beyond e de traços rock psicodélico do final dos anos sessenta. Essa diversidade de estilos torna não só o álbum extremamente belo e agradável como algo único, assim como a própria discografia da banda que compreende somente esse trabalho. confiram!




                                                                                  download

Formação:

Tim Munson - Teclados/vocal;
Guy Sschwartz - Guitarra/baixo/vocal;
Win Laudureth - Guitarra;
Michael Knust - Guitarra/percussão;
Roger Tausz - Baixo;
Link Davis Jr. - Sax;
Mike Rayburn - Bateria;
Stevie Webb - Percussão;







quinta-feira, 6 de abril de 2017

Vladimir Kush

Vladimir Kush é um pintor russo nascido na cidade de Moscou em 1965, sendo ele mais um dos grandes expoentes do surrealismo e  que, diga-se de passagem, o faz com maestria e enorme talento. Como não poderia deixar de ser, seus traços são muito influenciados por Salvador Dali, mas há várias peculiaridades e padrões que o tornam marcantes também no estilo, como a vasta utilização dos elementos da natureza, fauna, flora e edificações e objetos de uma forma mágica e muitas vezes romântica inclusive. Imperdível para os amantes de desse tipo de arte!




                                                                                  download





                                                                                 

segunda-feira, 20 de março de 2017

Mr. Sirius - Barren dream (1987)

Originária do Japão, essa banda soberba nos presenteou com três álbuns lançados, sendo que aqui posto o primeiro deles; Na verdade Mr. Sirius é composto por um trio e capitaneado pelo multi instrumentista Kazuhiro Miyatake e que conta também com participação de outros músicos convidados. O som nos remete tanto à bandas sinfônicas do prog italiano como as da cena Canterbury, com várias passagens tanto jazzísticas como mais eruditas; ainda sim mantem uma melodia e graciosidade contagiantes. Bom com força!






Formação:

Kazuhiro Miyatake - Flauta/ teclados/baixo/acordeon;
Hiroka Nagai - Vocal;
Chihiro Fujioka - Bateria;

Músicos convidados:

Fumiaki Ogawa - Piano;
Raven Ohtani - Guitarra;
Yoshihisa Shimizu - Guitarra;





                                                                                  download




segunda-feira, 19 de setembro de 2016

A.C.T - Circus pandemonium (2014)

A.C.T  é uma banda sueca que faz um som no mínimo inusitado e extremamente original, pois mistura diversos estilos bem como diversos elementos que vão desde o prog metal,  POP, soul music e até reggae em algumas passagens. O álbum postado é o último de estúdio e a meu ver o mais maduro e brilhante da carreira; é o tipo de banda que se você gosta de algo bem tocado, com originalidade e mão tem a mente fechada vai adorar com toda certeza!






Formação:

Herman Saming - Vocal;
Ola Anderson - Guitarra;
Peter Asp - Baixo;
Jerry Sahlin - Teclados;
Thomas Lejon - Bateria;




                                                                               download













sexta-feira, 22 de julho de 2016

Tudor Lodge - Tudor lodge (1970)

Tudor Lodge é uma banda Inglesa de prog/folk que inicialmente poderia nos remeter à bandas tipo Fairport Convention  e Pentangle, mas o som desse trio vai bem além do trivial do estilo, pois agregam uma grande gama de músicos participantes que colaboram com um variado naipe de sopros e cordas, dando  nas músicas um charme bucólico digno de trilha sonora de algum filme de época. Embora a vocalista tenha um timbre  muito similar à Anne Haslam, isso não é de forma alguma algum ponto negativo já que a forma de cantar é na minha opinião diferente bem como o estilo; Além disso o álbum é dividido com a voz de outro  vocalista que possui não só  uma bela voz como também uma grande emoção em suas interpretações; Como se não bastasse, os dois em várias passagens fazem duetos com acordes vocais memoráveis e virtuosos. É o tipo de banda que contagia logo na primeira ouvida e nos faz querer ouvir várias e várias vezes depois....recomendadíssimo!







Formação:

Lyndon Green - Vocal/guitarra acústica;
John Stannard - Vocal/guitarra acústica;
Ann Steuart - Vocal/guitarra acústica/piano/flauta;





                                                                                     download






terça-feira, 14 de junho de 2016

FM - Transformation (2015)

Apesar desse álbum ser de 2015 , o FM tem nesse lançamento um  retorno da banda, já que essa rapaziada de Toronto teve seu primeiro registro em 1977. Mesmo sendo o mais  recente, ainda sim as músicas conseguiram manter o estilo único dos primeiros, e ainda agregaram novos elementos enriquecendo ainda mais a sonoridade da banda. Inicialmente eram um trio, mas hoje em dia são um quarteto que executa com maestria e virtuosismo cada faixa, onde as influências notadas vão desde pop rock oitentista, ao progressivo com algumas passagens nos moldes do king Crimson e até mesmo Jean Luc Ponty. Um som de alta qualidade, extremamente agradável que que merece ser conhecido!







Formação:

Cameron Hawkins - Baixo/teclados;
Paul Delong - Bateria;
Edward Bernard - Viola/bandolim;
Aaron Solomon - Violino;






                                                                                   download